Chico César e Zeca Baleiro comandam mais uma edição do MS Ao Vivo neste domingo no Parque das Nações

junho 8, 2024 0 Por Reis. Hugo

Para viver em estado de poesia
Me entranharia nestes sertões de você
Para deixar a vida que eu vivia
De cigania antes de te conhecer

Chico César é um cantor em constante estado de poesia, como sua própria música, citada acima, explica. Poesia que é melodia, arranjos sonoros que não sucubem ao tempo e nem ao relento. Sua música segue firme e atrativa aos bons ouvidos, assim como a música de seu companheiro de palco neste domingo (9), em Campo Grande: Zeca Baleiro.

Chico e Zeca, ou Zeca e Chico, tanto importa a ordem pois o talento de ambos é igual, assumem o comando do MS Ao Vivo deste fim de semana. A dupla se apresenta no Parque das Nações Indígenas, em um evento repleto também de regionalidade, a partir das 17h, com entrada gratuita. 

Dono do show 40 Tons, Jerry Espíndola é quem abre o evento e prepara os ânimos do público para que Chico César e Zeca Baleiro apresentem aos campo-grandenses o novo álbum Ao Arrepio da Lei, gravado pelos dois em retomada de uma velha parceria que já soma 32 anos. O projeto é realizado pelo Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul) e Setesc (Secretaria de Turismo, Esporte e Cultura), em parceria com o Sesc-MS (Serviço Social do Comércio).

“Concretiza-se assim o encontro de três décadas. Parece que demorou, mas tudo tem seu tempo, o período de maturação. A pandemia, de certo modo, veio nos dizer da necessidade de estar perto das pessoas com as quais nos identificamos e nos vinculamos em ética e estética. Claro que tematizamos a pandemia, mas também fizemos canções que poderiam ter sido geradas em qualquer momento e falam de outras coisas, assuntos perenes em nós”, revela Chico César.

Já Zeca conta que conheceu Chico em 1991, quando chegou a São Paulo (SP), e desde então se tornaram amigos e parceiros, mesmo nunca tendo compondo ou gravado juntos. A parceria, até ali, era “num plano de troca estética e admiração mútua”, conta, completando em seguida.

“Com a pandemia e o isolamento, alguma mágica rolou, algum pavio criativo acendeu. Começamos a trocar ideias, pedaços de letra ou melodia, refrães à espera de estrofes e, desde maio de 2020, compusemos duas dezenas de canções. Resolvemos gravá-las por reconhecer nessa produção o coroamento de uma longa história de amizade e afinidade musical”, diz.

O novo trabalho

Com mais de 20 canções, essa nova safra de músicas marcou a retomada da parceria, coroada com lançamento do novo álbum em março de 2024, quando também iniciaram uma turnê por algumas das principais cidades do País. No repertório do show, as novas canções e sucessos de ambos, algumas mais quentes, outras mais reflexivas.

No palco, os artistas são acompanhados por Alexandre Fontanetti (guitarra), Aline Falcão (teclados), Jota Erre (bateria), Layla (percussão) e Swami Jr. (baixo e direção musical).

Quando os shows e gravações pararam por conta da pandemia, Chico César e Zeca Baleiro começaram a compor bastante juntos. Entre maio de 2020 e o início de 2021 foram mais de 20 composições – reggaes, baladas, xotes e rocks. Como os dois compõem letra e música, o processo de criação foi em conjunto, com muitas experimentações.

40 Tons, por Jerry Espíndola

Comandado por Jerry Espíndola, 40 Tons é o show que reflete as quatro décadas de atuação do cantor e compositor campo-grandense.

Com 12 álbuns lançados e mais de 140 músicas gravadas por ele e vários artistas conhecidos nacionalmente, como Ney Matogrosso, Paulinho Moska e Zélia Ducan, Jerry sintetiza no espetáculo o melhor de sua trajetória que vem desde a década de 1980, quando Jerry participa da cena do rock brasileiro como vocalista da banda Incontroláveis.

Aí, começa uma caminhada que rendeu muitos shows e prêmios importantes para o artista, como o Prêmio de Composição Popular recebido em 2008 pela Funarte. No repertório, canções pop, a polca-rock e músicas que refletem toda a extensa influência musical de Jerry, da música fronteiriça ao rock.

Acompanhado por Sandro Moreno na percussão eletrônica e bateria, Rodrigo Teixeira no baixo e Gabriel de Andrade na guitarra, o quarteto está pronto pra mostrar um pouco da obra desse importante artista do centro-oeste brasileiro.

Serviço

MS ao Vivo com Zeca Baleiro e Chico César, abertura de Jerry Espíndola
Data: 9 de junho de 2024 (domingo)
Horário: a partir das 17 horas
Local: Parque das Nações Indígenas
Entrada Gratuita

Karina Lima, Comunicação Governo de MS
Foto: Vange Milliet