Entrega de casas no José Tavares e Talismã marca recomeço na vida de famílias – CGNotícias

junho 29, 2024 0 Por Reis. Hugo

Na manhã deste sábado (29), a Prefeitura de Campo Grande, através da Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (Emha), deu um passo significativo para a melhoria da qualidade de vida das famílias da comunidade Mandela, com a entrega oficial das primeiras unidades habitacionais nas áreas do José Tavares e Talismã.

Durante a primeira etapa do evento, 10 famílias destinadas à área do José Tavares pegaram suas chaves e outras 36 famílias que irão morar no bairro Iguatemi 2 assinaram seus contratos. A entrega destes contratos representa um avanço significativo na melhoria das condições de vida dessas famílias, oferecendo-lhes um lar seguro e adequado.

Outras 11 famílias contempladas com casas no bairro Talismã receberam as chaves para iniciar a mudança para a casa nova. Houve também a assinatura de 22 contratos, dos moradores contemplados que passarão a residir na área do Oscar Salazar.

Para Kellen Ketlen Lopes, de 23 anos, a nova moradia é um recomeço após a perda de tudo no maior incêndio já registrado em comunidades na Capital. “Vou mudar essa semana com meus filhos de 10, 7 e 4 anos. Eu vou e depois me organizo. Perdi tudo no incêndio e agora vou começar a comprar do zero. Queria mudar em condições melhores, mas agora vou ter o dinheiro dos 6 meses de isenção das parcelas e também vou receber a ajuda dos parentes. Estou feliz demais. Depois de 8 anos na favela esperando uma casa, saber que não vou mais passar dias sem água, luz, dependendo dos outros, às vezes tínhamos que levantar 3 da manhã pra encher garrafa, máquina para ter água no outro dia. As crianças estão ansiosas, já querem se mudar hoje. Espero que a gente seja muito feliz nessa casa nova. Estou feliz de estar aqui na comunidade com as pessoas que conheço”.

 As obras, que tiveram início em dezembro de 2023, foram concluídas antes do prazo de 12 meses inicialmente previsto.. As áreas escolhidas foram criteriosamente selecionadas para garantir acesso à infraestrutura pública essencial, como escolas, Cras e unidades de saúde.

Presente na entrega, a prefeita Adriane destacou a importância da entrega das casas na garantia de moradia digna e acessível para as famílias da Capital. “A Prefeitura viu o desesperos da mães com suas crianças depois do incêndio, dos pais de famílias, dos moradores da comunidade então hoje é um dia muito importante e de muita alegria para toda a cidade. As entregas serão feitas conforme as casas vão ficando prontas e até agosto todos estarão em suas casas”, ressaltou.

“A Emha acompanhou de perto a necessidade dessas famílias e tudo que eles passaram. Aqui a energia está sendo instalada e as unidades já têm água tratada. Fazendo a vistoria e estando tudo ok, eles já podem mudar. Além disso é oferecido descontos para quem pagar as prestações em dia, seis meses de carência e um ano de isenção de IPTU”, acrescentou o Diretor Presidente da Emha, Claudio Marques.

Ainda durante o evento, dois moradores de unidades habitacionais que pagam as parcelas em dia, foram sorteados com a quitação de 50% e 70% do contrato do imóvel, sendo R$ 8,7 mil e 9,8 mil, respectivamente.

Wagner Aparecido Escobar, de 45 anos, mora no José Tavares com a esposa e os quatro filhos e foi um dos contemplados. “Nossa, eu nem imaginava. Foi uma surpresa, a maior surpresa que eu tive. “A gente veio para comunidade para honrar nossas responsabilidades e receber esse presente, um desconto nessa magnitude, é realmente um presente porque é um dinheiro que agora nós podemos investir a benfeitoria da nossa casa, para a nossa família, estou muito grato”, conta.

Histórias de Esperança e Conquista

A entrega das chaves representou a realização de sonhos para muitas famílias, como é o caso de Fabiane Martins, de 28 anos, dona de casa, que descreveu com emoção o momento de mudança para o novo lar.

“Eu comecei 10 horas minha mudança com a ajuda do meu pai. Tinha três meses que eu já estava juntando tudo, eu estava sentindo que ia sair lá do barraco. Juntei tudo e comecei a colocar nos sacos e organizar minhas cobertas e vasilhas. Depois que eu peguei a chave, já comecei a chorar. Estou muito feliz, eu, meu esposo e minhas duas filhas de 6 e 3 anos. Hoje liguei chorando pra minha mãe e falei ‘mãe, realizei meu sonho da casa própria’. Esta é a primeira casa delas e elas estão sonhando com o quartinho. Elas queriam vir ajudar, mas não deixei porque era muita coisa pesada. Agora vou decorar um lado de pônei para pequena e da Barbie para maior. Estou muito feliz porque vou dar um lar para minhas filhas”.

Joice Aparecida Sampaio, de 31 anos é assistente educacional e se emocionou ao mostrar a casa nova. “Eu trabalho aqui perto e quando vi a fumaça no dia fiquei desesperada, quando fui para lá vi que minha casa estava no chão depois do fogo. Hoje meu sentimento é de gratidão, não tenho outra palavra, é um sonho realizado, eu sou mãe solo e vou conseguir dar um lar para os meus filhos. Pagar pelo o que é meu, já estou fazendo planos de como vou arrumar ela do meu jeito. É só felicidade”, finaliza.